terça-feira, 26 de novembro de 2013

O que é melhor, telhados embutidos ou tradicionais com beirais?

Quando pensamos em construir, ao contratar um aquiteto para planejar a casa, uma das primeiras perguntas que ele fará é: você quer uma casa "moderna", com telhados embutidos ou uma casa "tradicional", que possua as telhas expostas e beirais?



Por um lado, a decisão é uma questão de gosto. Eu, particularmente, prefiro o modelo tradicional e planejei minha casa assim, mas existem fatores mais objetivos.

O telhado exposto normalmente usa telhas coloniais ou algum modelo mais caro. Elas são pesadas e exigem madeiramento mais resistente. A cobertura também abrange a casa inteira e, quase sempre, de forma contínua. Quanto mais longa a estrutura, mais forte deverá ser a madeira ou o metal. Os custos sobem.

O telhado moderno e interno fica mais em conta. Como a telha vai ficar escondida, você pode usar aquelas feitas de fibrocimento. São mais leves, mais baratas e mais fáceis de instalar. A estrutura de apoio será mais leve e área de cobertura também será menor. Não existirão os beirais nem aquele angulação toda. Quanto maior o ângulo, maior a área e maior o gasto. Por outro lado, as paredes deverão subir um pouco mais, mas essas são os itens mais baratos da obra.

Existem ainda outras perspectivas a serem consideradas, que é a proteção da casa em relação aos elementos da natureza, o custo de manutenção futuros e o risco envolvido. Quando fazemos uma casa, queremos evitar riscos e trabalho. Nosso sonho é nunca mais precisar mexer em nada.

As casas com telhados embutidos ficam mais expostas ao sol e à chuva. Isso quer dizer que você terá que repintar sua fachada muito mais vezes do que se você tivesse uma com beirais impedindo que a chuva escorra pelas paredes, mas não é só isso. As calhas internas precisam ser muito bem feitas e planejadas. Se forem mal dimensionadas ou entupirem, numa chuva forte, vai entrar água pela parede, que são absurdamente permeáveis. Nessas estruturas, o topo da parede sempre fica exposto e esse topo precisa ser impermeabilizado, se não, entra água por ali e com o tempo, estraga a pintura dos dois ladosda construção.

Outro problema são as janelas abertas e o calor. As telhas de fibrocimento esquentam muito e quando mais sol bater na alvenaria, mais quente será o ambiente. Suas janelas também ficam bem expostas à chuvas com ou sem ventos. Então, se alguém esquecer as janelas abertas, existe grande chance de entrar água.

O modelo tradicional é justamente o oposto. Protege mais a casa, tanto da chuva, quanto do sol e as telhas esquentam menos, o problema dele é que se for mal feito e a estrutura invergar, você terá que refazer tudo, porque se inclinação estiver errada e chover com vento, vai entrar água na sua casa. Você também precisa se certificar de que as telhas estão bem presas. Alguns temporáis conseguem arrancá-las.

Na hora de decidir você ainda percisa considerar o local onde mora. No sul pode ser interessante ter uma casa mais quente. Se chove muito, ou se existem épocas com muitos temporais fortes, pode ser mais interessante uma proteção maior. Se o ano é quase todo de seca e chove pouco nas outras épocas, a preocupação com a água diminui.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...