sexta-feira, 27 de abril de 2012

Dicas importantes que aprendi com a laje da nossa casa

A montagem da laje é um momento tenso e demorado da obra, onde se gasta muito material que vai ser descartado, e um erro pode colocar tudo a perder.

A primeira coisa e mais importante é: contrate um mestre de obras carpinteiro para fazer sua laje. Existem mestre de obras originários da profissão de pedreiro e os que vieram da carpintaria. A montagem de laje envolve muitas medições, nível e trabalho com madeira.

Antes de montar a laje, é preciso preparar o escoramento que vai sustentá-la enquanto ainda não está pronta. Esse é um processo meio arcaico, e o desperdício de material é alto. Fiquei impressionado com a quantidade de madeira que se gasta.


Se tiver algum vizinho construíndo, fique de olho. Talvez ele queira se livrar dos paus de escoramento após usar, ou pode te vender por um bom preço. Em último caso, veja se existe alguém por perto que vá precisar do material. Aí, ou você doa ou vende barato.

Sempre que possível, compre madeiras de escoramento maiores do que o pé direito (altura do andar) da casa. O carpinteiro vai ter muito trabalho fazendo emendas nas madeiras. Cortá-las é muito mais fácil e rápido. Ele usa uma serra elétrica para isso. Economiza muito tempo, e tempo é dinheiro. Se você paga por dia, o custo sobe. Se pagou pela empreitada, o pedreiro fica chateado.

Não pesquisei as diversas formas de se fazer uma laje, mas o método que usamos foi o de laje pré-moldada, que me parece ser o padrão dos dias de hoje. A empresa fabricou as treliças que vão de uma viga à outra. Você pode comprar essas treliças já prontas, não precisa fazer. Mas a empresa que eu contratei fabrica paredes de concreto, então, fabricar isso é fácil.


Entre cada treliça você pode colocar isopor ou tijolo de cerâmica, e, por cima de tudo vai um pouco de ferro e concreto. Por incrível que pareça, não existe muita diferença de resistência entre a laje de tijolo e a laje de isopor, mas existem outras coisas que podem determinar a sua escolha.



A laje de isospor possui um isolamento térmico e acústico melhor, mas é mais cara. A laje de tijolo de cerâmica fica mais em conta. Claro que existem especificações para o isopor e para o tijolo. Também existem especificações das treliças, mas isso é assunto para o engenheiro. Eu não sou engenheiro.


As fotos não mostram, mas a laje precisa ser montada com uma pequena envergadura, um arco. O meio dela fica mais alto que os cantos. Quando o escoramento for retirado, ela irá ceder um pouco. A olho nu e com um pouco de atenção, dá para perceber a curvatura.

Na foto de baixo, dá para ver por onde passam as mangueiras de luz. Reparem que elas precisam passar por dentro das vigas e treliças. Se elas ficarem por cima, o ferro das treliças e a pressão do concreto em cima podem rasgar a mangueira, e você não vai querer um problema desses. Fique de olho.


Recomendo que você suba na laje para ver se tudo foi feito corretamente, antes de permitir a concretagem. Cuidado ao subir, pois não pode pisar no isopor. As madeiras em cima da laje estão aí por dois motivos: para o isopor não voar enquanto os ferros não são instalados e para facilitar as caminhadas.


O caso de baixo é raridade. Não sei se é o certo a ser feito, mas o isopor é cortado e as mangueiras passam pelo meio. Isso só foi feito porque o pontos de energia ficaram muito próximos. De outra forma, teria que passar por uma viga.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...